Diálogos entre publicidade e sustentabilidade na Amazönia Peruana: estudos em Iquitos e Tarapoto

  • Marcio Macedo
  • Ligia T. Lopes Simonian
  • Roberto Pezo-Díaz

Abstract

Neste artigo, investigam-se as relações existentes entre a publicidade e sustentabilidade, a partir de verificação da percepção de publicitários de agências de publicidade da Amazônia peruana, medida por meio de indicadores definidos previamente. A partir do objetivo de identificar quais são os níveis de práticas sustentáveis adotadas pelas agências de publicidade para a construção de uma Sociedade Sustentável, do ponto de vista dos publicitários da Amazônia peruana, buscou-se responder se o publicitário pode dialogar e contribuir com a mudança da sociedade de consumo para outra, fundamentada na eficiência econômica, equidade social e equilíbrio ecológico. Para a obtenção das respostas adotou-se o método de pesquisa quantitativa, no modelo de survey e, subsidiariamente, a técnica de pesquisa qualitativa, no modelo de entrevista em profundidade. Os resultados apontam que, na visão dos publicitários, as agências de publicidade não demonstram grande interesse na mudança para uma sociedade mais sustentável, assim como a quase ausência de laços associativistas reforçam a fragilidade de ações voltadas ao tema.

Downloads

Download data is not yet available.

References

Abap (2013). Indicadores de sustentabilidade para a indústria da comunicação. Disponível em: . Acesso em: 22 mar. 2018.

Amaral Filho, O. (2008). Marca Amazônia: uma promessa publicitária para fidelização de consumidores nos mercados globais. 2008. 412 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Sustentável) - Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Universidade Federal do Pará, Belém.

______. Amazônia versus meio ambiente: sedutoras armadilhas discursivas da mídia para fidelizar novos consumidores. In: Amaral Filho, O.; Castro, F. F. de; Seixas, N. S. dos A. (Org.). Pesquisa em Comunicação na Amazônia. Belém: FADESP, 2010.

Aragón Vaca, L. E. (2005). Ciência e educação superior na Amazônia e oportunidades de cooperação internacional. Belém: UNAMAZ, NAEA.

Asociación Peruana de Agências ee Publicidad – APAP (2003). Revista APAP, n. 83, Lima, 2003.

Basadre, J. (2005). Historia de la República del Perú (1822-1933), Obra completa en 18 volúmenes. Empresa Editora El Comercio S. A. Lima. ISBN 9972-205-62-2 (O.C.).

Bauer, M. W; Gaskell, S; Allum, N. C. (2002). Qualidade, quantidade e interesses do conhecimento: evitando confusões. In: Bauer, M. W.; Gaskell, N. C. (Org.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis: Vozes.

Cabestré, S. Graziadei, T. Polesel Filho, P. (2013). Comunicação Estratégica, Sustentabilidade e Responsabilidade socioambiental: um estudo destacando os aspectos teórico-conceituais e práticos. In: Relações Públicas e Comunicação Organizacional, Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, 41. Disponível em: . Acesso em: 1 mar. 2019.

Costa, L. M. (2006). Comunicação & meio ambiente: a análise das campanhas de prevenção a incêndios florestais na Amazônia. 1. ed. Belém: EDUFPA; NAEA.

Dourojeanni, M. (2013). Loreto sostenible al 2021. 1. ed. [S.l. s.n.].

Dourojeanni, M; Barandiarán, A; Dourojeanni, D. (2009). Amazonía Peruana en 2021. Explotación de recursos naturales e infraestructuras: ¿Qué está pasando? ¿Qué es lo que significan para el futuro? ProNaturaleza: Fundación Peruana para la Conservación de la Naturaleza. Lima, Perú. 162 p.

Elías, L.; Muro G. (2017). Estereotipos de la mujer en la publicidad televisiva de señal abierta. Revista Paian, 8(1), 73 - 82.

Instituto Nacional de Estadísticas y Informaciones - INEI. (2016). Estadísticas de tecnología de la información y comunicación. Lima: [s.n.].

Llerena, M. (1995). História del periodismo em loreto. Revista Amazónia. Iquitos, PE. n. 227.

Malhotra, N. (2001). Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada. 3. ed. Porto Alegre: Bookman.

Marconi, M. de A.; Lakatos, E. M. (2008). Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisas, elaboração análise e interpretação de dados. 3. ed. São Paulo: Atlas.

Mattar, F. N. (2010). Pesquisa de marketing: metodologia, planejamento. 3. ed. São Paulo: Atlas.

Oliveira, M. E. de. (2016). Esta pauta é verde? Uma análise da cobertura jornalística sobre as políticas públicas de conservação da biodiversidade no Brasil / Maria Elizabeth de Oliveira. Tese (doutorado) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto de Economia, Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento. Rio de Janeiro/RJ.

Perin, M. G. et. al. (2002). A pesquisa Survey em artigos de marketing nos ENANPAD’s da década de 90. RIMAR, Revista interdisciplinar de Marketing, v. 1, n. 1, p. 44-59, jan/abr.

Pezo, R. D. (2014). Entrevista com o tutor do projeto acerca da Tese sobre Sustentabilidade, no contexto do Peru. 30 de junho de 2014. Iquitos: Peru. Entrevista concedida a Marcio David Macedo da Silva.

Quintanilla, M. M. Comunicación Social escrita em Iquitos. Revista Kanatari, Iquitos: memória de 100 años. 2000.

Silva, M. D. M da. (2014). Publicidade e sustentabilidade: um diálogo possível? Uma visão crítica do pensamento de publicitários pan-amazônidas. Tese. Doutorado em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido. Belém, Brasil: Universidade Federal do Pará.

Silva, M. D. M. da; Simonian, L. T. L. (2016). ‘How advertising and sustainability dialog in Pan-Amazonia: the perspective of advertising professionals in Peru and Brazil’. JCOM 15 (5), 1-16 p. DOI: 10.22323 / 2.15050201

Universidad de San Martín de Porres (2005). Escuela Profesional de Turismo y Hotelería. Instituto de Investigación El impacto económico de la cultura en Perú/Instituto de Investigación de la Escuela Profesional de Turismo y Hotelería de la Universidad de San Martín de Porres. Bogotá: Convenio Andrés Bello. 265 p. (Colección Economía y Cultura; No. 11). ISBN: 958-698.

Velázquez, M. (2007). El mal/estar en la cultura chicha: la prensa sensacionalista. In: Portocarrero, G. y otros (Ed.). Industrias culturales. Máquina de deseos en el mundo contemporáneo. Pontificia Universidad Católica del Perú. Lima: Universidad del Pacífico, Instituto de Estudios Peruanos, 2007.

Weissenberger, S. (2014). Fundador de la primera agência de publicidad en Iquitos. Iquitos, 15 jul. 2014. Entrevista concedida a Marcio David Macedo da Silva.
Published
2019-11-21
How to Cite
Macedo, M., Lopes Simonian, L., & Pezo-Díaz, R. (2019). Diálogos entre publicidade e sustentabilidade na Amazönia Peruana: estudos em Iquitos e Tarapoto. Amazonia Investiga, 8(24), 592-603. Retrieved from https://amazoniainvestiga.info/index.php/amazonia/article/view/1019
Section
Dossier